Você está aqui: Página Inicial > Notícias da UFAC > 2018 > CPA lança questionários para autoavaliação institucional da Ufac
conteúdo

Notícias

CPA lança questionários para autoavaliação institucional da Ufac

publicado: 07/11/2018 08h53, última modificação: 07/11/2018 09h46

A comunidade acadêmica da Universidade Federal do Acre (Ufac) pode, a partir desta quarta-feira, 7, responder os questionários de autoavaliação institucional. A participação, que é voluntária, fica aberta até o dia 31 de janeiro de 2019, através do link www.ufac.br/cpa/. A autoavaliação é um dos instrumentos que compõem o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) do Ministério da Educação (MEC) e é conduzida pela Comissão Própria de Avaliação (CPA).

Os questionários são específicos a cada categoria acadêmica (docentes, estudantes e técnico-administrativos) e contemplam, em média, 40 perguntas. Neles, são abordados dez grandes temas previstos pelo Sinaes: missão e Plano de Desenvolvimento Institucional; política para ensino, pesquisa e extensão; responsabilidade social da instituição; comunicação com a sociedade; políticas de pessoal, organização e gestão da instituição; infraestrutura física; planejamento e avaliação; políticas para estudantes; e sustentabilidade financeira.

A cada uma das perguntas podem ser atribuídas notas que variam entre zero (insuficiente), um (regular), dois (bom) e três (ótimo). Entre 2012 e 2014, a universidade deixou o conceito “regular” e alcançou o “bom”. Para o presidente da CPA, professor Alexandre Hid, a autoavaliação é um dos instrumentos mais importantes da instituição de ensino. Os resultados dos questionários tornam possível a visualização de um panorama geral da universidade.

“A participação de toda a comunidade acadêmica é importante, porque esse é um espaço democrático que busca a melhoria da instituição. O resultado final apresentado pela CPA será apresentado à administração superior e ao MEC, que poderá empreender ações voltadas a segmentos identificados como menos favorecidos. Por isso, também é fundamental a sinceridade. Precisamos de um resultado que reflita a realidade da instituição”, destaca o presidente da CPA, Alexandre Hid.

 

O processo de autoavaliação institucional é simples. Para participar, é necessário informar o número do CPF e cadastrar um e-mail e senha válidos.  O procedimento leva o usuário, automaticamente, ao modelo de questionário do segmento ao qual o participante faz parte. “É importante destacar que o sistema garante a participação anônima. O fornecimento do CPF é necessário apenas para que tenhamos o controle da participação restrita à comunidade acadêmica. É o conjunto de respostas que guiará os resultados e não a estatística individual”, garante o presidente da CPA.