Notícias

Artigo analisa mudanças climáticas em plantas de milho

publicado: 28/03/2019 12h10, última modificação: 28/03/2019 12h10
estufa2.jpg

A professora Leandra Bordignon, do campus Floresta da Universidade Federal do Acre (Ufac), publicou, em coautoria, o artigo “Osmotic Stress at Membrane Level and Photosystem II Activity in Two C4 Plants After Growth in Elevated CO2 and Temperature” (Estresse osmótico no nível da membrana e atividade do fotossistema II em duas plantas C4 pós o Crescimento em CO2 elevado e temperatura), na revista “Annals of Applied Biology”. 

Leandra explica que a pesquisa que deu origem ao trabalho buscava entender os efeitos do aumento do CO2 e da temperatura em plantas com metabolismo C4. Embora, ao longo das últimas décadas, muitos estudos tenham considerado os efeitos das mudanças climáticas em plantas, poucos trabalhos avaliam respostas em nível celular.

Na pesquisa foram utilizadas plantas de milho e de milheto que cresceram em ambiente sob elevada concentração de CO2 e temperatura para avaliar as respostas fisiológicas celulares através do estresse osmótico induzido e choque térmico agudo (in vitro). Os resultados indicaram que o crescimento sob CO2 e temperatura elevados melhorou a tolerância celular ao estresse osmótico e choque térmico agudo para ambas as espécies.

Porém, o milho pareceu se beneficiar mais da concentração aumentada de CO2, enquanto o milheto pareceu se beneficiar mais do aumento da temperatura. Em conjunto, os resultados indicaram que as mudanças climáticas atuais e esperadas, além de atuar diferencialmente nessas duas espécies, podem afetar de forma similar outras espécies de plantas C4 em diferentes ecossistemas.

Esse trabalho faz parte da tese de doutorado de Leandra e foi realizado na Universidade Federal de Minas Gerais, em parceria com a Embrapa (Milho e Sorgo) e financiado pelo CNPq.

registrado em: