Notícias

Mesa-redonda no campus Floresta aborda ‘Mulheres na Ciência’

publicado: 05/09/2019 16h29, última modificação: 05/09/2019 16h35
Semana Acadêmica da Biologia debate sobre mulheres na ciência.jpg

“Mulheres na Ciência”. Esse foi o tema de mesa-redonda que ocorreu durante a programação da 4ª Semana Acadêmica de Biologia, realizada no campus Floresta da Ufac de 3 a 5 de setembro, sob organização do Centro Acadêmico do curso e da coordenação de Ciências Biológicas (bacharelado).

A professora doutora Adriele Karlokoski apresentou dados sobre a participação das mulheres na ciência, que, no Brasil, alcança 49%, com predomínio de atuação nas áreas de ciências biológicas e saúde. Segundo Adriele, as mulheres desempenham um papel importante no desenvolvimento científico do Brasil; e que, apesar das conquistas, ainda há um longo caminho para combater as desigualdades de gênero no mundo científico. 

Fazendo um resgate histórico sobre a contribuição feminina na ciência, a professora doutora Maria Isabel Lima Silva abordou os percalços sofridos pelas mulheres, como a falta de reconhecimento e visibilidade por parte da comunidade científica. Para Maria Isabel, apesar de manifestações preconceituosas, descobertas científicas das mulheres levaram a humanidade ao conhecimento de muito do que se sabe hoje.

Com dados estatísticos, a professora doutora Leandra Bordignon traçou uma relação entre mulher na ciência e maternidade, demonstrando que a produtividade científica cai após o nascimento de um filho e que, depois do retorno ao trabalho, há uma demora de anos até que seja retomada a produtividade. Ela também destacou a falta de políticas públicas de apoio à mulher-mãe, como falta de creches em várias regiões.

registrado em: