Notícias

Comunicado: Reitoria

publicado: 16/03/2020 17h04, última modificação: 18/03/2020 16h18
Suspende atividades acadêmicas por 15 dias e orienta trabalho remoto (‘home office’) a técnico-administrativos

A Ufac está monitorando ativamente informações locais e globais que cercam o novo coronavírus (covid-19). Até o momento não houve casos confirmados do vírus no Estado do Acre.

 À medida que as recomendações locais, nacionais e globais de saúde pública mudam para incluir a mitigação da transmissão, a Ufac adota proativamente medidas que ajudarão a proteger a comunidade.

 Desse modo, a Reitoria da Ufac comunica que, em virtude da pandemia do coronavírus, as aulas de graduação e pós-graduação estão suspensas por 15 dias, a partir desta terça-feira, 17. As colações de grau e eventos também estão suspensos, a partir de 23 de março.

 Além disso, a Reitoria determina que todos os servidores técnico-administrativos exerçam suas atividades em regime de trabalho remoto (“home office”), conforme horário de expediente, a partir desta quarta-feira, 18, e seguindo demandas estipuladas pela chefia imediata, em caráter de sobreaviso e disponibilidade, com realização de escalas para revezamento de presença quando necessário. Mais detalhes sobre medidas administrativas serão divulgados oportunamente.

 A Ufac segue as recomendações preventivas do Ministério da Saúde, prezando pela saúde e segurança de seus alunos, docentes, servidores técnico-administrativos e da comunidade acreana. 

 

Protocolo de contingência segundo as fases epidemiológicas

(Válido para alunos, professores, servidores e estagiários)

 

Fase 1

(Sem caso, mas com risco de transmissão de covid-19)

 

1. Mudança de hábitos:

1.1.   Evite aperto de mão; troque por outro tipo de cumprimento;

1.2.   Evite abraços; troque por outro tipo de cumprimento;

1.3.   Não coloque a mão na boca ao tossir: use lenços descartáveis, papel higiênico ou o cotovelo;

1.4.   Sempre lave  as mãos, usando água e sabão ou álcool em gel;

1.5.   Não coloque a mão no rosto;

1.6.   Mantenha distância de pelo menos um metro de pessoas espirrando ou tossindo.

2. Pessoas provenientes de áreas de transmissão comunitária (outros países ou Estados que tenham casos confirmados):

2.1.   Se tiver sintomas (febre ou sinais de gripe), procure uma unidade de saúde e se mantenha em quarentena domiciliar até o resultado do exame testar negativo;

2.2.  Se não tiver sintomas, fique em casa (quarentena domiciliar) por sete dias.

3. Pessoas que tiveram contato com alguém que esteve em áreas de transmissão comunitária:

3.1    Se tiver sintomas (febre ou sinais de gripe), procure uma unidade de saúde e se mantenha em quarentena domiciliar até o resultado do exame testar negativo.

4. Evite aglomerações.

5. Evite viagens internacionais ou nacionais para áreas que tenham casos confirmados da doença.

6. Restrinja reuniões presencias àquelas em que os assuntos sejam estritamente necessários. As chefias devem instituir regime de trabalho remoto (teletrabalho) para servidores e estagiários, resguardando quantitativo mínimo de pessoal para garantir a manutenção do atendimento presencial em sistema de rodízio.

 

Fase 2

(Confirmação dos primeiros casos importados de covid-19)

 

7. Mantenha as medidas de mudança de hábitos do item 1.

8. Suspenda a realização de eventos nas dependências da Ufac.

9. Aumente a periodicidade da limpeza das superfícies tocadas com frequência (maçanetas, interruptores de luz, bancadas, teclados, mesas, controles remotos) com os produtos de limpeza normalmente usados; use-os conforme as instruções da etiqueta.

 

Fase 3

(Confirmação de transmissão local)

 

10.  Mantenha as medidas de mudança de hábitos do item 1.

11.  Suspenda reuniões presenciais, utilizando alternativas de teleconferência ou videoconferência, quando possível.

12.  Suspenda temporariamente o acesso do público externo a bibliotecas, salas de aula, prédios administrativos, auditórios e outros locais de uso coletivo nas dependências da Ufac.

13.  Declare quarentena a todas as pessoas quando o país atingir 80% da ocupação dos leitos de UTI disponíveis para atendimento à doença.

 

Referências

https://www.cdc.gov/

https://www.harvard.edu

https://www.sandiego.edu

https://www.mec.gov.br

https://www.saude.gov.br

registrado em: