Notícias

Mesa-redonda discute educação pública na atualidade

publicado: 30/04/2019 16h50, última modificação: 30/04/2019 16h50
1 | 1
Mesa.jpg

Os programas de pós-graduação em Educação e em Letras: Linguagem e Identidade, da Ufac, promoveram o debate “Desafios e Perspectivas para Educação Pública e Democrática nos Tempos Atuais”, na sexta-feira, 26, às 15h30, no auditório da Adufac.

O evento reuniu professores, egressos, alunos e coordenadores para uma reflexão sobre a atual conjuntura político-educacional do país, com os convidados Valdemar Sguissardi (Universidade Federal do São Carlos), Lucíola Santos (Universidade Federal de Minas Gerais) e Bruno Pucci (Universidade Metodista de Piracicaba). 

A democratização do acesso ao ensino superior no Brasil vive um momento de reconfiguração. “É um momento de refletir, de construir uma resistência, mas a partir de propostas e perspectivas”, disse a coordenadora do mestrado em Educação da Ufac, Lúcia Fátima Melo. “O atual governo se apresenta liberal na economia e conservador nos valores; ameaça a educação básica e superior, projeta a militarização das escolas, promove o ensino domiciliar e combate a ideologia de gênero.” 

Para o coordenador do programa de pós-graduação em Letras: Linguagem e Identidade, Gerson Albuquerque, o momento é importante para que muitos dos intelectuais que abdicaram da prerrogativa da reflexão crítica retomem esse caminho. “Pensar, lutar pela retomada da educação pública, pelo espaço público e por uma sociedade mais democrática e igualitária”, ressaltou. “A universidade pública é da sociedade, então devemos pensar para a sociedade e com a sociedade.”

 

(Gabriel Freire, estagiário Ascom/Ufac)