Notícias

Roda de conversa na Ufac discute direitos LGBT

publicado: 27/06/2019 18h53, última modificação: 27/06/2019 18h58
CinemaCapa.jpg

Direito, respeito, tolerância, luta, resistência, privilégio, dor e evolução. Esses foram alguns dos destaques da roda de conversa, organizada na manhã desta quinta-feira, 27,  pelo serviço de psicologia da Ufac, que discutiu o tema “28 de Junho: Dia Internacional do Orgulho LGBT. Qual a Importância dessa Data no Enfrentamento da LGBTfobia?”

A atividade foi mediada pelo servidor técnico-administrativo Igor Martins, que há três anos dá vida à drag queen Ágata Power. Durante a conversa, ele falou sobre sexualidade, preconceito e sua aproximação com o universo feminino.

Roda de conversa na Ufac discute direitos LGBT

“É importante mostrar para as pessoas que diversidade existe e não pode ser ignorada. Eu, por exemplo, faço questão de vir trabalhar muito maquiado e de barba. Também já trouxe a Ágata para um dia de trabalho”, contou Igor. “Ao passo que há um primeiro impacto para as pessoas, gradativamente isso vai se tornando o mais natural e corriqueiro possível, além de trazer alguma visibilidade LGBTQ.” 

Direcionada à servidores, estudantes e comunidade, a roda de conversa tem como proposta dialogar sobre peculiaridades do contexto acadêmico, expectativas e adaptações pessoais e coletivas que trazem impacto à universidade. Os encontros ocorrem às quintas-feiras, no auditório do bloco Edilberto Parigot.

Roda de conversa na Ufac discute direitos LGBT

“A atividade é focada na promoção da saúde mental na universidade. A ideia é discutir temas que produzem subjetividade ou mesmo o adoecimento mental, obedecendo ao calendário de dias de luta”, justificou uma das idealizadoras do grupo, Cristina Cavalcante, psicóloga clínica da Ufac. 

Excepcionalmente nesta sexta-feira, 28, em alusão ao dia Internacional do Orgulho LGBT, o grupo vai exibir o filme “Transamérica” (EUA, 2005, 103 min), dirigido por Duncan Tucker. O longa-metragem conta a história de um transexual que descobre, na véspera da operação genital, que tem um filho de 17 anos em Nova York. A exibição será na sala do Órgão dos Colegiados, Centro de Convenções, às 14h.