Notícias

Ufac, Energisa e CEEAC inauguram miniusina fotovoltaica no campus sede

publicado: 29/11/2019 16h52, última modificação: 29/11/2019 16h54
Energisa.jpg

Em parceria com a Energisa, juntamente com o Centro de Excelência em Energia do Acre (CEEAC), a Ufac realizou nesta sexta-feira, 29, a solenidade de inauguração da miniusina fotovoltaica. O evento foi realizado no auditório do Órgão dos Colegiados, campus sede da Ufac. 

A inauguração da miniusina representa um incentivo à formação acadêmica, bem como a pesquisas sobre eficiência energética.

“O grande ganho que nós temos diz respeito não somente à redução do consumo de energia, mas também à participação dos nossos alunos em atividades práticas nesse que será um grande laboratório nosso a partir de agora”, destacou a reitora da Ufac, professora Guida Aquino. “A parceria com a Energisa é recente, mas é uma parceria que veio para somar muito com a nossa instituição e que vai se consolidar através de outras ações e projetos que já estão, inclusive, em curso”, completou.

A miniusina fotovoltaica possui potência instalada de 180 quilowatt pico (KWP) e foi criada a partir do projeto de uso racional de energia elétrica na Ufac. A execução  é do CEEAC, com financiamento da Energisa Acre, através de chamada pública da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Para o diretor técnico e comercial da Energisa Acre, Ricardo Alexandre Xavier, o projeto representa um incentivo  à formação acadêmica  e às pesquisas de energias  renováveis e consumo consciente de energia.  

“Essa é uma parceria pelo viés econômico, de desenvolvimento e, sobretudo, acadêmico. Temos certeza que será o primeiro de muitos projetos. A Energisa acredita no Acre e é nosso interesse continuar investindo em projetos voltados à eficiência energética”, enfatizou Xavier. 

A estrutura de geração da miniusina é distribuída em três plantas, sendo a maior delas localizada sobre a cobertura do prédio do CEEAC. 

Além da planta principal com 96 KWP, foi instalada uma estrutura de aproximadamente 25 KWP, na entrada do CEEAC, onde devem ser desenvolvidas pesquisas voltadas ao melhor aproveitamento da irradiação solar e da eficiência dos módulos fotovoltaicos e inversores utilizados para geração de energia elétrica. 

Por último, a última das plantas, instalada na entrada do campus sede da Ufac, tem capacidade de potência de 60 KWP e deve auxiliar a manutenção da biblioteca central da Ufac.

Para o estudante do oitavo período do curso de Engenharia Elétrica da Ufac, Gabriel Abreu, “ a instalação da miniusina na Ufac representa a oportunidade de colocar em prática o que foi aprendido em sala de sala e dessa forma chegar mais bem preparado ao mercado de trabalho”. 

Economia - De acordo com estudo realizado pelo CEEAC, é esperada uma economia entre 6% e 10% no consumo de energia elétrica do campus Rio Branco. “Esta economia, aliada à campanha de eficiência energética que vem sendo realizada junto à comunidade acadêmica e à substituição de todas as lâmpadas das salas e corredores por luzes de led, devem reduzir significativamente os gastos da instituição com energia elétrica, objetivo principal do projeto.