Notícias

Ufac participa de encontro nacional sobre saúde pública e educação médica

publicado: 08/05/2019 10h14, última modificação: 08/05/2019 10h17
Ufac20190508.jpg

Estudantes do curso de medicina da Universidade Federal do Acre (UFAC) representaram a instituição na 55ª Assembleia Geral da International Federation of Medical Student’s Association (IFMSA) Brazil, em Curitiba-PR, entre os dias 01 a 05 de maio.

Presente em 123 países, a IFMSA é o maior órgão atuante e representativo de estudantes de medicina no mundo. Os alunos filiados à instituição organizam  atividades em saúde pública, direitos humanos, atividades de prevenção, educação médica, atenção a populações negligenciadas e intercâmbio entre os países participantes.

Com 153 escolas médicas filiadas à instituição no Brasil, a federação organiza bianualmente o encontro nacional no qual os alunos apresentam atividades organizadas localmente, proporcionando troca de valores e experiências para serem compartilhadas e executadas em todo o país.

O Comitê Local da Federal do Acre (IFMSA Brazil UFAC) atua com atenção à saúde de mulheres privadas de liberdade (projeto que ganhou destaque e um prêmio internacional por sua execução), pacientes do Hospital da Criança, intercâmbio nacional e internacional dos alunos e outros.

Recentemente, o Comitê acreano foi escolhido para representar o Brasil em um projeto internacional da Universidade da Flórida, com apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS) para realizar atendimento médico e preventivo com pessoas em situação de rua, chamado "Heart for the homeless".

Para a acreana Maria Caroline Wiciuck, do sexto período, a experiência foi essencial para seu crescimento pessoal e acadêmico. "Durante o evento, pude ter contato com alunos de medicina de outras universidades e através disso conhecer uma diversidade de cenários de educação médica: uma troca de conhecimentos importante", destaca.

"Também pude participar de momentos científicos, treinamentos, capacitações e sessões específicas sobre temas de saúde pública que podem ser extrapolados para a nossa realidade, norteando minha experiência acadêmica para um olhar mais crítico sobre a realidade da UFAC e de nosso estado".

E conclui: "Assim, me sinto mais apta a realizar atividades de alto impacto social dentro e fora da Universidade, de acordo com as demandas locais".

Os estudantes foram patrocinados com recursos do fundo de auxílio Pró-ciência, da Pró-reitoria de Assuntos Estudantis (PROAES) e, caso os cortes verbas anunciados recentemente pelo governo federal sejam concretizados, atividades de extensão como esta estarão seriamente prejudicadas, assim como o próprio funcionamento da instituição, de acordo com a reitoria da Universidade.

(Texto: IFMSA - Lessandro Alencar é bacharel em Direito e aluno do sexto período do curso de Medicina da Ufac)