Notícias

Comitê da Ufac elabora protocolo de contingência para coronavírus

publicado: 17/03/2020 18h31, última modificação: 17/03/2020 18h31
ufac.jpeg

O Comitê de Prevenção e Contenção do coronavírus (covid-19) no âmbito da Ufac reuniu-se na noite dessa segunda-feira, 16, para elaborar um protocolo com medidas práticas recomendadas à comunidade acadêmica que envolvem mudança de hábitos no dia a dia da instituição. O objetivo é evitar a propagação da doença no Estado. 

O protocolo foi elaborado por médicos e professores do curso de Medicina; abrange as três fases epidemiológicas de contágio e segue recomendações do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação. O comitê é formado por profissionais da saúde e pró-reitores da Ufac e foi criado na última sexta-feira, 13, por decreto da Reitoria.

Segundo a reitora Guida Aquino a intenção é “achatar a curva” de infectados, evitando um pico que leve muitos doentes ao sistema de saúde público do Acre. “Essa é uma medida preventiva que visa ao cuidado com toda a comunidade acadêmica, nossos estudantes, professores, servidores técnico-administrativos e terceirizados”, disse. “Mesmo estando em uma fase epidemiológica sem casos confirmados, estamos nos antecipando para que possamos superar esse surto de forma tranquila, sem estressar o sistema de saúde.”

Entre as recomendações do protocolo estão medidas práticas que sugerem afastamento social, como banir o aperto de mão e abraços, sugerindo trocar por outro cumprimento e medidas de “etiqueta respiratória” com regras ao tossir e espirrar. Lavar as mãos com água e sabão ou álcool em gel também é recomendado.

A Reitoria da Ufac publicou comunicado pelo qual divulga suspenção das atividades acadêmicas por 15 dias e orienta trabalho remoto (“home office”) a técnico-administrativos; o protocolo de contingência segundo as fases epidemiológicas também consta no comunicado.

Participaram da elaboração do protocolo o presidente do comitê, Fernando de Assis; o coordenador do curso de Medicina da Ufac, Mario Jorge Ferreira da Silva; o professor do curso de Medicina, Odilson Silvestre; e o médico da instituição e também professor do curso de Medicina, José Luna.