Notícias

Livro discute desafios na formação de professores da educação básica

publicado: 14/09/2020 18h22, última modificação: 14/09/2020 19h31
140920201.jpg

Os professores Mark Clark Assen de Carvalho, Josenilda Maria Maués da Silva e Rafael Marques Gonçalves lançaram, como organizadores, o livro “Contextos, Sujeitos e Práticas de Formação de Professores(as): Os Desafios do Parfor” (CRV, 230 p.).  A versão impressa custa R$ 48,90; a versão digital, R$ 39,83.

O Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) é uma iniciativa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para oferta de educação superior a profissionais do magistério que não têm formação específica na área em que atuam em sala de aula.

Professores e pesquisadores das regiões Sul, Norte e Nordeste, através dos artigos que compõem a obra, retratam experiências e aprendizados dos desafios de levar a formação de professores aos locais mais longínquos do país, sob diferentes realidades.

Os organizadores do livro têm atuação no Parfor. Mark Clark, da Ufac, é presidente do Fórum Nacional de Coordenadores Institucionais do Parfor; Josenilda Maria, da Universidade Federal do Pará, é coordenadora adjunta do Parfor na UFPA; e Rafael Marques, da Ufac, é professor formador do Parfor na federal acreana.

A obra evidencia a importância do Parfor para a formação de professores que, a princípio, não possuem a formação adequada dos cursos de licenciatura. O Parfor foi instituído pelo decreto n.º 6.755/2009; pessoas de diferentes regiões do país abraçaram o programa e, hoje, há mais de 50 mil professores formados.

A clientela atendida pelo programa é constituída predominantemente por mulheres que trabalham em classes multisseriadas de escolas rurais, onde as condições de funcionamento são mínimas. Mark Clark avalia que há uma tendência de refluxo no programa há quatro anos, pois não tem sido mais autorizada pela Capes a abertura de novas turmas.

“No presente, em 2020, há apenas 151 turmas funcionando no Brasil. A importância dessa obra, sobre as reflexões que nós apresentamos, vai na direção de retratar a maneira bastante singular através da qual as diferentes universidades têm procurado dar forma e materializar os objetivos formativos do Parfor”, disse o docente.