Você está aqui: Página Inicial > Pro-Reitorias > Pesquisa e Pós-Graduação
conteúdo

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação compete o planejamento, coordenação, supervisão, avaliação e integração das atividades de pesquisas e ensino de pós-graduação da Instituição.
  

Profa. Dra. Margarida Lima Carvalho
Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação
E-mail: propeg_ufac@hotmail.com
Telefone: (68) 3229-2647

Diretoria de Pesquisa

Profa. Dra. Lidianne Assis Silva
E-mail: coapufac@gmail.com
Telefone: (68) 3901-2572

Diretoria de Pós-Graduação

Prof. Dr. Lisandro Juno Soares Vieira
E-mail: dpg@ufac.br / coapg.ufac@gmail.com
Telefone: (68) 3901-2627

Diretoria de Gestão de Projetos

dgp.ufac@gmail.com
Telefone: (68) 3901-2401

Reconhecimento de Diplomas de Pos-graduação

Atualmente, para ter validade nacional, o diploma de pós-graduação tem que ser reconhecido por universidade brasileira pública que tenha curso igual ou similar, reconhecido pelo governo.

Orientações

Para obter o reconhecimento, os seguintes passos devem ser seguidos, segundo a legislação atual:

a) Entrar com um requerimento de reconhecimento em uma instituição pública de ensino superior do Brasil. De acordo com a regulamentação, apenas as universidades públicas podem revalidar diplomas:

“São competentes para processar e conceder os reconhecimento de diplomas de pós-graduação as universidades públicas que ministrem curso de pós-graduação reconhecido na mesma área de conhecimento ou em área afim.” (Art. 3º Res. nº 1, de 29 de janeiro de 2002)

b) Deverão ser apresentados, além do requerimento, cópia do diploma a ser reconhecido, instruído com documentos referentes à instituição de origem, duração e currículo do curso, conteúdo programático, bibliografia e histórico escolar.

c) O aluno deverá pagar uma taxa referente ao custeio das despesas administrativas. O valor da taxa não é prefixado pelo Conselho Nacional de Educação e pode variar de instituição para instituição.

d) Para o julgamento da equivalência, para efeito de reconhecimento de diploma, será constituída uma Comissão Especial, composta por professores da própria universidade ou de outros estabelecimentos, que tenham qualificação compatível com a área do conhecimento e com o nível do título a ser reconhecido.

e) Se houver dúvida quanto à similaridade do curso, a Comissão poderá determinar a realização de exames e provas (prestados em língua portuguesa) com o objetivo de caracterizar a equivalência.

f) O requerente poderá ainda realizar estudos complementares, se na comparação dos títulos, exames e provas ficar comprovado o não preenchimento das condições mínimas.

g) O prazo para a universidade se manifestar sobre o requerimento de reconhecimento  é de 6 meses, a contar da data de entrada do documento na Ifes.

O Brasil não possui nenhum acordo de reconhecimento automático de diplomas; portanto, as regras são as mesmas para todos os países.

Os diplomas e históricos escolares precisam ser legalizados nos Consulados brasileiros onde os estudos foram realizados.

Resolução nº 15, de 18 de setembro de 2008